quinta-feira, 5 de abril de 2012

desabafo

eu fecho os olhos e sinto a sua presença cada vez mais perto. iluminando as trevas dos meus pensamentos, transformando minha vida com a sua vida, afastando o perigo de um amor que me fez sofrer, chorar, gritar. então eu penso e nessa hora eu vejo a sua imagem irradiada de luz, de alegria, de amor. do lado oposto, ainda há a imagem do outro alguém, como se dentro de mim houvesse uma briga, uma guerra infinita de tristeza, uma guerra entre duas imagens das quais eu nunca poderei esquecer. uma guerra entre essa imagem e você, dentro de mim. eu choro, então. e nesse choro eu durmo e começo a sonhar. e é você que está lá. dizendo meu nome do seu jeito especial, com seu rosto angelical, com o seu poder sobrenatural de me fazer sorrir e...
… sofrer.
eu te amo, me desculpa.
eu não queria admitir, porque não faz sentido amar alguém cujas chances não existem. cujo amor será apenas meu. eu. somente eu. eu sozinho nesse jogo fracassado onde só eu sairei perdendo. sofrendo. magoado. destroçado e ferido. ah, meu amor. eu não queria ter feito a maior parte das burradas que eu fiz, nem tampouco queria ter feito você pensar em se afastar de mim, como você pensou. eu só estava um pouco cansado de me humilhar por um momento sozinho com você. eu não queria ser assim, nem tambem queria gostar de você, sofrer por você, porque é errado e eu sei. eu não queria nada disso. eu não queria ser um incômodo na sua vida, te deixar atormentado de tanta pena de mim e irritado com o que sinto por você.
eu sei. eu não queria, mas aconteceu.
e a culpa não foi sua. toda minha. eu tambem sei.
é por isso que eu só queria te pedir perdão por gostar de você, mesmo sabendo que isso não vá adiantar muito, porque eu acho que já te afastei demais de mim. te deixei diferente do que você era. te deixei menos aberto as minhas conversas, mais frio comigo. um quase ódio gerado pelas minhas atitudes idiotas e infantis.
me perdoa.
eu só queria ter você mais um pouco pra mim. sorrindo pra mim. falando pra mim.
e tudo o que eu consegui foi a sua distancia. porque sempre que estamos sozinhos, você finge que não me ouve, finge que eu não falei, só pra não ter que falar um assunto que não lhe agrada. tenta fugir de mim, como se eu fosse um monstro. talvez eu esteja agindo assim mesmo. é por isso que eu estou me sentindo mal. por é isso que eu acho que você pensa e sente. e eu só queria me sentir um pouco menos sozinho nisso tudo.
me perdoa.

Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?