segunda-feira, 12 de novembro de 2012

ainda te amo.

não bastou terminar com você, porque parecia que os nossos fins nunca teriam limite e nossas voltas, igualmente.
os motivos que me levaram a tomar aquela decisão foram muitos e eu já nem sei mais o que sinto sobre tudo aquilo que aconteceu, toda aquela tragédia. 
no entanto, apesar de tudo que eu fiz - ter me afastado de tudo que lembrava você, o seu nariz de coxinha, seu sorriso pequeno e sua voz perfeita - eu podia jurar que nada disso faria tanta falta. não tanta como venho sentindo nos últimos dias.
eu pensava que tinha esquecido os nossos momentos, mas bastou dar de cara com você, uma única vez, pra vir a tona todo o amor que senti e ainda sinto. deitando minha cabeça no travesseiro toda noite e revivendo do primeiro ao último dia em que estivemos juntos.
no mais, estou vivendo.
eu aprendi a conviver com a dor de saber que tem outra pessoa ao seu lado e que essa pessoa te faz muito mais feliz do que eu fazia. eu aprendi a perder. aprendi a conviver com essa dor que me mata todo dia um pouquinho mais, mas acima de tudo, aprendi a aceitar a sua felicidade, porque amar é isso: não importa que eu esteja com você, basta saber que você está feliz.
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?