sábado, 13 de abril de 2013

amor, enfim.


matematicamente falando, o significado de amor é um conjunto cheio de elementos contidos nele, como um corpo moldável, que toma diferentes formas de acordo com as situações e necessidades.
foi o que descobri, e talvez seja o que precisemos descobrir ao longo da vida.
precisamos apenas compreender que o amor começa, ou faz sentido, quando ele vem, primeiramente, de nós para nós mesmos. não faz sentido ter amor e amar, quando esquecemos do nosso bem interior, quando esquecemos da gente, para ser mais preciso. um amor egoísta, que nos fere e nos deixa abatidos, arrasados e apáticos ao que acontece ao nosso redor. igualmente, posso dizer que amor não fere quem a gente ama, essas incoerências 'fodem' todo a essência do que é amar, na sua forma mais pura e genuína. 
o amor está presente desde... tudo. de quado fomos gerados, acolhidos, acompanhados, aceitos, admirados e, também, acredite, cobrados. porque amar é isso, é ter a capacidade de entender que não vivemos num mundo colorido, repleto de pinceladas de alegria e pouca frustração. 
eu já amei, ainda amo.
assim como você, que está lendo.
o amor nos acompanha desde sempre, desde quando nem sabemos o que é amar.
por isso entenda que, muito embora pareça impossível, quando se tem amor tudo é válido.
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?