segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Desabafo...

 Bem, eu estava vindo pra faculdade e um turbilhão de coisas aconteceram de  uma só vez.
As vezes parece que não é permitido falar tudo com a minha mãe, porque a verdade com ela não rola. É algo que a desagrada, a faz estourar. Se a razão for minha, tudo bem, eu não posso nem ao menos citar. Se for dela. Ah, quem sou eu pra pelo menos tentar frear?
Ponto.
Tive uma conversa daquelas por telefone com a minha mãe e restou-me esse sentimento todo:

É bom poder desabafar as vezes, ou então, apenas tentar dizer a sí mesmo que tudo vai ficar bem.
Ás vezes acontece uma situação desse tipo e é aí que nos colocamos um pouco de fora pra poder enxergar de longe, sob uma perspectiva de quem pode julgar, pois o objeto de julgamento somos nós mesmo e nossas próprias ações.
Queria poder dizer claramente o que tem acontecido, mas há um bloqueio que não permite de forma alguma pelo menos citar os acontecimentos fato a fato.
Por hora basta  falar essas palavras desconexas a mim mesmo, um dia quem sabe, eu consiga abrir pra todos o fato de que nem sempre sou feliz como aparento.


Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?