terça-feira, 15 de maio de 2012

eu sou seu

me derruba. despedaça, destroça, me mata.
me joga no chão, pisa, esmaga, estraçalha.
eu sou seu. não importa. eu digo. e deixo de lado todo orgulho que um dia pensei ter. orgulho morto, incapaz de ser mais forte que um sentimentozinho de merda, que invade meu peito como uma erva daninha, tirando tudo de bom que possa haver lá.
louco. por você. eu sou. você sabe.
o que fazer? posso seguir meu caminho? posso. foi você que deixou. eu sei que você se arrependeu de dizer isso, mas mudar a essa altura do campeonato exige muito esforço. acho que você já se cansou de tentar entender a minha complexidade destrutiva e negativa. mas custa fazer um esforço?
já sei. sentimento como esse, fadado ao fracasso, eu quero distância. mas eu quero você. só pra mim. sorrindo. chorando. roncando do meu lado e me xingando insanidades. "cadê o meu sorriso? cadê? dá o meu sorriso?". e você sorri. e tudo fica bem por alguns segundos. porque a gente se gosta. de uma maneira um pouco diferente, mas eu sei que a nossa ligação é tão forte quanto um material sólido. mas a gente briga, mas... eu sempre pergunto, "então é isso, meu amor?". eu sei que você não gosta disso. "vc é muito chantagista". diz e me faz cair em gargalhadas.
eu sei. eu sou uma criança que não sabe nem amar direito. mas sou melhor do que vc, que não sabe amar nada. uma forma de amor que talvez só vc entenda.
"vc gosta de mim?"
"eu não vou mais repetir o que você já sabe"
é que eu preciso ouvir de você. pelo menos trinta vezes ao dia. exagero meu.
...
todo amor que eu podia te dar eu dei. tudo que eu tinha pra fazer por você eu fiz. eu te amei loucamente. alucinadamente e a gente se amou. a nossa primeira vez. a nossa ligação se fez. e logo se quebrou.
eu nunca vou esquecer da nossa primeira e única vez.

então o silencio chega. e eu sei que não estamos bem. acabou, de fato.
uma rotina de indas e vindas. será que dessa pode haver uma trégua?
se houver. já sei como será? 
nos seus braços vou sofrer, mas por amor, dessa vez. dizendo:
me afaga, me acalanta, me abranda, me acalma. eu sou seu
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?