quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

difícil de entender

Nunca entendi o que faz as pessoas se sentirem donas das outras a ponto de tentar mudá-las. 'Eu te amo!' Que seja! Mas me ame no bruto. A versão líquida é sempre mais enxuta, podada. Menos distante da total realidade.
Não me queira com desconto, nem deduções. 
Não me queira fora de mim. Foda-se com o seu amor tolo, que não busca amar e sim mudar. Não sou uma peça de encaixe do seu coraçãozinho exigente e cheio de critérios avaliativos. Não sou candidato a essa vaga de amor perfeito.
Me queira como sou.
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?