quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

vida real, tá?

(texto escrito em 2009, achei aqui fuçando)

algumas mudanças de vida são, relativamente, assustadoras.
vendo um filme tosco, onde uma adolescente chora arrependida por estar grávida, me veio, de repente, toda a realidade que rodeia jovens que vivem a mesma situação que ela. desesperada, começou a lamentar o fato, não muito contente, e jogar no ventilador todos os seus pensamentos exagerados, porém realistas.
“daqui a pouco eu serei só mais uma gorda vestida num jeans barato”
dramático, porém genuíno! é a triste realidade da maioria das jovens que perdem sua virgindade, inocência e a cabeça com o, tolo, amor efêmero; que de tão efêmero, acaba quase sempre que o cara descobre a notícia de que será PAI.
"pai? eu?" 
mas nem tudo é tão ruim assim. nem sempre o pai dá um fora e finge não estar vivendo aquele pesadelo. muitos, até, assumem e o lindo casal de pombinhos se casa, fazem um puxadinho na casa da sogra começam a viver da ajuda dos parentes. ou, então, o cara 'sortudo' vai trabalhar, labutando, num emprego comercial, desses de oito horas diárias, levando uma quentinha, pra poupar caminhar, no sol do meio-dia, até em casa e, pior, sabendo que tem que voltar pra merda daquele emprego maldito e escravo.
mudanças desse tipo são, sim, assustadoras. quando esse mesmo cara, o cara 'sortudo' que assumiu a paternidade, olha pro lado e descobre que sua mulher está vinte quilos mais gorda, cheia de celulites e estrias do parto e agora tem um bebê, chato, que chora sem parar enquanto, ele, tenta superar a insônia, por apenas saber que no dia seguinte terá que acordar seis da manhã, comer seu pão com manteiga sem graça e ir de novo pra aquele maldito trabalho, vivendo, aparentemente, nessa rotina sem fim.
e assim o tempo passa. ele não pode arrumar um emprego melhor, pois, simplesmente, mal terminou o segundo grau e sua mulher, desfigurada de gorda, não consegue nem arrumar um emprego de vendedora, pois, pra quem não sabe, nos comércios de hoje em dia, a imagem é o que vale... e a dela não está valendo nada a essa altura.
mas nem tudo está perdido. o cara, o 'sortudo', começa a viver de esperança; deixa de comprar o pão do café da manhã pra fazer uma fezinha na loteria, fazendo planos antes mesmo de jogar, mas com um novo lema de vida: ESPERANÇA SEMPRE. e é isso o que vale, nos seus pensamentos, a esperança é o seu motivo mais forte pra continuar aguentando as piadinhas, sem graça, do seu patrão idiota, que faz questão de contar vantagem conversando sobre o seu novo conversível e sua linda, e maravilhosa, mulher que com certeza só está com ele por dinheiro.
então, a mulher maravilhosa do patrão, começa a frequentar a loja e dar em cima do cara 'sortudo', pobre coitado, que não é de se jogar fora e ele não resiste, porque, enfim, aquela mulher é como um bônus em meio a tanta falta de 'sorte' e começa a ter um caso extraconjugal com aquela vadia insaciável, esquecendo apenas um detalhe: ele é pobre. e, como diriam os sábios ditados populares, alegria de pobre dura pouco, então, enfim, ele é descoberto, demitido por justa causa e, como consequência, perseguido profissionalmente pelo seu ex-patrão (agora corno conformado) que acredita que sua mulher foi seduzida por esse cara 'sortudo' que não pode nem usufruir do seu, merecido, FGTS.
seu casamento vira um inferno, ele começa a catar latinhas no meio da rua e a amassar as próprias latinhas de cerveja que bebe pra vender depois. envelhece, cria a temida barriguinha de cerveja, o cabelo começa a cair e nem se aposentar o cara 'sortudo' pode porque não tem idade ainda. seu filho começa a se drogar, a mulher, a sofrer de hipertensão e, impossibilitada de fazer algo que preste, consegue um auxilio no INSS pra salvação da família. o filho causador de tudo isso, não bem ele, é claro, engravida uma mocinha, repetindo, assim, toda a mesma historia do pai, mas dessa vez o terreno não tem mais lugar pra fazer puxadinho e eu não quero nem saber o que vai acontecer com ele... ele que se vire...
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?