sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

paixões

[...] Existem pessoas iguais, inconsequentes, responsáveis, inteligentes, fisicamente idênticas até, mesmo que não sejam parentes de sangue; mesmo que por obrigação o destino às tenham colocado na mesma família, somente para provar que laços de sangue não significam nada quando essas mesmas pessoas não sabem cultivar uma relação, fazer desenvolver um sentimento maior do que o amor, crescer como uma planta regada dia-a-dia, fazendo desabrochar uma flor que exala respeito e confiança; um sentimento que suplanta qualquer paixão banal, dessas que temos, hora ou outra, na vida e que parecem ser infinitas, eternas, imutáveis. Paixões avassaladoras que nos fazem esquecer dos outros, abandonar o nosso caminho, nossas amizades, nossa base de tudo. Paixões que apesar de parecerem tão grandiosas, por incrível que pareça, acabam, e no fim de tudo percebemos que não são essas paixões as que irão durar pra sempre.
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?