terça-feira, 31 de julho de 2012

lembranças

como se fosse a sua primeira vez, se entregou de corpo e alma aquele momento.
seu coração parecia querer sair do seu corpo, palpitando em batidas frenéticas, tais como as dele.
tentando disfarçar qualquer sinal de nervosismo, em vão, claro, sentado naquela cama, podia enxergar a vontade em seus olhos e a rebeldia maior do que a inexperiencia; ouvir a sua respiração ofegante, sentir o seu hálito quente e prever aonde tudo aquilo iria parar.
"é a sua primeira vez?"
"não, já fiz muitas outras, já até perdi as contas."
"está bem, então" respondeu, mas sabia que não era bem assim.
"me beija"
"claro, queria muito fazer isso"
os lábios vermelhos tocaram-se aos seus..
e tudo começou ali, em meio aquelas imagens sombrias. a luz do sol penetrando por entre às brechas da janela antiga, pintada de marrom, uma tinta velha que descascava pouco a pouco a cada dia que passava. às fotos pregadas na parede, o móvel escuro e os livros empoeirados.
parecia que tudo aquilo tinha se moldado num castelo; um castelo de amor e desejo.
"assim?"
"é" respondeu no contato mais íntimo. dispostos sobre a cama, gravando seus nomes na eternidade daquele momento tão bom, que deveria nunca ter acabado.
"posso te beijar, de novo?"
"já não nos beijamos? por que a pergunta?"
"não sei se você gostou do meu beijo"
"claro que gostei, é carinhoso, é lindo"
"você é especial"
"é a primeira vez que ouço algo assim"
"porque talvez seja a primeira vez que você tenha encontrado alguém capaz de te ver do jeito que você realmente é"
"obrigado"
"posso continuar?"
"claro, mas vai devagar"
"sim, não vou te machucar"
"eu sei disso, eu já confio totalmente em você"
"e desde que eu te conheci, esperava por esse momento"
...
consumado, feito.
amaram-se como se fosse a última vez.
era assim, cada momento parecia o último.

lembranças de um amor intenso...


Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?