terça-feira, 27 de abril de 2010

A história de Lily Capetinha... PARTE 1



Não tenho o que fazer nesse exato momento então decidi criar alguma historia sem noção baseada em uma verdadeira.

Era uma vez uma jovem garota que se sentia linda. Essa moça vivia num mundo de sonhos e fantasias. Na verdade, o que a fazia pensar assim constantemente eram as altas doses cavalares de álcool e drogas pesadas do tipo que causam tanto dependência, quanto a possibilidade de “seres, digamos humanos” como ela se verem de um modo muito desejável.

Ela não tinha dentes, tampouco sabia falar, ou seja, pra que abrir a boca se nada se aproveitava, o seu hálito era tenebroso e ela também tinha uma capacidade incrível de aterrorizar pobres crianças inocentes, que acordavam atordoadas no meio da noite por pesadelos onde viam a sua imagem.
Mesmo fechada, sua boca também assustava, seus lábios eram carnudos e pareciam os do “curinga”, aquela famosa boca que mostra todos os dentes  quando se abre um sorriso, nesse caso nenhum.

Se ela quisesse até poderia sair daquela vida de drogas, sexo e “puxadas de carnaval, alguma coisa terminada com folia (fest’folia, micareta, carnafolia), pagode, forró e quem sabe rock’n roll”, ela se sentia a “DEUSA” da música da Vanusa toda vez que um pobre coitado tomado pelo álcool a pegava de jeito com um saco na cabeça para não se assustar ainda mais, já que seu corpo era impossível de cobrir, quem sabe uma fabrica inteira de sacos unidas conseguiriam realizar tal feito.

 Na verdade, ela era um dos maiores motivos de suicídios daquela cidade. Até um mendigo que a pegasse num momento de loucura, no dia seguinte quando desse conta do acontecido se mataria. As pessoas ficavam sem entender o porquê de tais atos banais. No fundo ela sabia que era a culpada, mas não acreditava que era tão feia a tal ponto, e apesar de tudo continuava a sua saga... Ficava a espreita nas esquinas escuras esperando um pobre bêbado fora de si para saciar seus mais intensos desejos sexuais...

Essa moça vivia assim, se sentindo linda e causando mortes, pesadelos, movimentando uma cidade e aterrorizando-a...

(CONTINUA...)
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?