sábado, 26 de março de 2011

Gente que lê - do verbo ler

Ontem conheci gente nova e legal. Gente que parece comigo, um pouco. Pelo menos, em um dos meus muitos hábitos - adoro ler. Confesso que gostar de ler nos dias atuais é quase uma raridade. Não digo isso da boca pra fora, como aquele tipo de gente que nem sabe do que fala e solta uma opinião muito mal formada sobre determinado assunto. Digo pq sei, conheço muitas pessoas e todas elas me chamam de louco pq leio muito, enquanto todos lêem apenas por obrigação.
Tenho uma teoria pra tudo isso. A merda da escola é uma grande responsável pra que a gente tenha essa ideia fixa de que leitura é algo chato, tedioso. Não é nada disso! Eu adoro ler, mas nada que tenha a ver com Machado de Assis, José de Alencar ( salva-se a viuvinha e cinco minutos) ou outro autor fodão do século tal. Estamos noutro século e isso significa que a leitura de antigamente já está ultrapassada, agrada outro tipo de público - um público de outro mundo. Então, quando as pessoas notarem que pode existir muito mais do que aquilo que é imposto no colégio (livros chatos), ai sim terão certeza de que ler é bom, quase como um orgasmo, faz a gente esquecer do mundo, da vida, de tudo, mas a diferença é que ler não dura apenas alguns segundos, essa é a grande vantagem disso tudo. 
E foi isso que aconteceu, conheci gente que lê e que tem assuntos parecidos com os meus. Tem algo melhor? Conhecer pessoas assim é quase como conhecer alguem que ama carro, ou filme. Um está para o outro. Quase como uma analogia.

PS: OS ÚLTIMOS LIVROS QUE LI (esse ano)

Halo - Alexandra Adorneto (lendo)
Maquina de Pinball - Clarah Averbuck (é, consigo ler duas coisas ao mesmo tempo)
Crescendo - Becca FitzPatrick
O Segredo de Brookeback Mountain - Annie Proulx
Carrie, a estranha - Stefen King
Formaturas Infernais - (Meg Calbot, Stephenie Meyer, Kim Harrison, Michele Faffe e Lauren Myracle )
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?