terça-feira, 9 de março de 2010

Meu amigo fez pouco de mim e levou um tapa no saco!



Que chato não? Quando chegam aqueles dias em que nada de novo acontece e a rotina começa, ai a gente fica disposto a fazer de tudo um pouco pra passar o tempo.
Uma vez, a muito tempo atrás, quando eu estudava a 7ª série, eu falei pra um amigo que essa mesmo pensamento que compartilhei com vcs e pensava que ele ia concordar comigo, nunca senti tanta raiva de uma pessoa como senti dele nesse dia, ele me reduziu a pós com uma expressão fria, se é que frieza tem expressão, olhou pra mim e disse: - É, eu entendo, isso é coisa de vagabundo que não tem o que fazer!
Nossa! Agente fala uma coisa do fundo da alma pra um amigo, esperando que ele fosse concordar e recebe um intempestivo popularmente chamado fora desses, não é nada justo!

Mas foi só nisso que ficou, não briguei com ele e como sempre cai na gargalhada...

Lembro também que nesse dia, pra lavar a minha alma, um amigo da gente, que se chama ou chamava Tony, muito mais velho e repetente, chegou perto dele que se chama ou chamava Denis e deu um tapão daqueles bem no saco do coitado, na época era normal esse tipo de brincadeira agressiva, o coitado caiu no chão e ficou pra urinar na roupa... Pensando bem, foi bom não ter ficado com raiva pelo forinha que eu nunca vou esquecer, pois, naquele mesmo dia ele teve o seu pago e como sempre eu cai na gargalhada.

Ele ficou em desespero, o coitado era de família tradicional e caretinha, começou a soltar umas de que não ia poder ter mais filho, que queria montar uma família e ninguém agüentou tamanho exagero...
Enviar para o Twitter

0 comentários:

Você é o visitante n°

Copia e cola no teu site ou blog...

Parceiros?